Câmara reconhece a atuação da Central Única das Favelas

por Fernanda Foggiato — publicado 27/10/2021 13h40, última modificação 27/10/2021 13h40
O plenário confirmou a utilidade pública à organização. Em 1º turno, os vereadores acataram a declaração ao Grêmio Esportivo Amigos da Bola.
Câmara reconhece a atuação da Central Única das Favelas

Herivelto Oliveira defendeu a declaração de utilidade pública à Cufa. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Em sessão híbrida desta quarta-feira (27), a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) acatou os dois projetos de lei que constavam na pauta – além de votar as indicações ao Executivo, moções e outras proposições, na segunda parte da ordem do dia, e promover Tribuna Livre sobre a atuação do médico veterinário. Com aval dos vereadores em segunda votação unânime, com 35 votos favoráveis, segue para a sanção do Executivo a declaração de utilidade pública municipal à Central Única das Favelas (014.00014.2021).

O autor da matéria, Herivelto Oliveira (Cidadania), lembrou da participação do presidente da organização, José Campos Jardim, o Zé da Cufa, em Tribuna Livre da CMC, em agosto passado, proposta por João da 5 Irmãos (PSL). “[Durante a pandemia] a Cufa atendeu 270 mil pessoas no Paraná. Distribuiu quase 1 milhão de toneladas de alimentos. Só por isso já seria uma entidade maiúscula, mas ela faz muito mais. A Cufa faz trabalhos na área assistencial, ela realiza cursos, trabalha com a favela”, destacou.

Oliveira também destacou citação de Zé da Cufa, de que “a favela não merece pena, a favela é uma potência”. O vereador disse ter recebido com surpresa o pedido para propor a utilidade, “porque para mim já era [de utilidade], há muito tempo”. Em vídeo de agradecimento pela votação, Zé da Cufa disse que a declaração permitirá a ampliação de parcerias com o poder público, em especial neste momento de vulnerabilidade em função da pandemia.

Responsável pelo convite à Tribuna Livre de agosto passado, João da 5 Irmãos salientou, apresentou números atualizados da atuação da Cufa na pandemia: foram assistidas 97 mil pessoas por mês, em 220 favelas de 12 cidades da Região Metropolitana de Curitiba, com a doação de 981 mil toneladas de alimentos e 61 mil cestas básicas.

Entre os projetos da organização, João da 5 Irmãos salientou o Mães da Favela e a Taça da Favela. Toninho da Farmácia (DEM), por sua vez, elogiou a atuação da Cufa na CIC, em parceria com organizações da região. “A Cufa é a prova de como a união de esforços é capaz de ajudar os mais necessitados”, completou Oliveira.

Também foi unânime a aprovação da utilidade pública municipal ao Grêmio Esportivo e Beneficente Amigos da Bola, na pauta para a primeira votação (014.00023.2021). Proposta pela vereadora Flávia Francischini (PSL), a declaração obteve 35 votos favoráveis.

A vereadora relatou que a entidade está em funcionamento desde 2005 e, com o certificado, “terá a importância que eles merecem”. “É um trabalho muito bonito, que eu já fui conhecer, no Sítio Cercado. São pessoas que realmente fazem um trabalho por amor, com 270 crianças, com esporte. E a gente sabe como o esporte é importante”, afirmou Flávia. 

As sessões plenárias têm transmissão ao vivo pelos canais da CMC no YouTube, no Facebook e no Twitter.