Na despedida da 17ª legislatura, CMC relembra perda de Jairo Marcelino

por Fernanda Foggiato — publicado 16/12/2020 12h25, última modificação 16/12/2020 15h02
O decano da Câmara de Curitiba faleceu em outubro passado, aos 77 anos de idade, por complicações da Covid-19.
Na despedida da 17ª legislatura, CMC relembra perda de Jairo Marcelino

Vídeo exibido na sessão plenária destacou a trajetória de 37 anos de Jairo Marcelino na CMC. (Foto: Carlos Costa/CMC)

Entre as homenagens na última sessão ordinária do ano, na manhã desta quarta-feira (16), a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) destacou o legado do vereador Jairo Marcelino (PSD), falecido no dia 20 de outubro, aos 77 anos de idade, por complicações da Covid-19. Com 37 anos ininterruptos de mandato, o decano da instituição era chamado pelos colegas de “professor”.

Assista ao vídeo em homenagem ao vereador Jairo Marcelino.

Marcelino ingressou na Casa aos 40 anos de idade, na legislatura de 1983, a primeira após o fim do bipartidarismo imposto pelo regime militar. Ex-cobrador e ex-motorista de ônibus, tinha como principais bandeiras a defesa dos taxistas, que realizaram uma carreata no dia de sua despedida, dos profissionais do transporte escolar e da região norte da cidade, onde residia.

O Sistema de Proposições Legislativas (SPL) da CMC registra 379 leis de sua autoria. Tramita na Câmara um projeto de homenagem póstuma, assinado por diversos parlamentares, para que um logradouro da capital receba o nome de Vereador Jairo Marcelino (saiba mais).

“Nós perdemos um grande amigo. O professor, vereador, decano Jairo Marcelino, que testemunhou a redemocratização deste país”, destacou o primeiro vice-presidente da Câmara, Tito Zeglin (PDT), antes da exibição do vídeo. “Também desejamos pronta recuperação [da Covid-19] aos vereadores Bruno Pessuti [Pode], Sabino Picolo [DEM], Cristiano Santos [PV] e Marcos Vieira [PDT]. Vamos nos cuidar.”

O Jairo deixou uma marca na Câmara e a gente não poderia deixar de reconhecer, neste momento, a sua história”, saudou Pier Petruzziello (PTB). “O Jairo sempre esteve a meu lado neste período de vereança”, agradeceu Alex Rato (Patriota), que com o retorno de Felipe Braga Côrtes (PSD) à CMC assumiu a suplência de Marcelino.

“Temos que lamentar a perda do Jairo Marcelino e a internação do Cristiano Santos há quase um mês pela Covid, que já matou quase 2 mil curitibanos”, declarou Herivelto Oliveira (Cidadania). Dalton Borba (PDT) lamentou a “perda insanável do nosso querido vereador Jairo Marcelino”. “Quero desejar mais uma vez que Deus conforte o coração da família do vereador Jairo Marcelino”, disse Tico Kuzma (Pros).

“Os nossos sentimentos à família do vereador Jairo Marcelino e gostaria de estender nossa profunda tristeza a todas às vidas perdidas pela Covid-19”, pontuou Professora Josete (PT). Serginho do Posto (DEM) contou que em seu primeiro mandato, na 14ª legislatura da CMC (2005-2008), teve a oportunidade de aprender com Marcelino. Julieta Reis (DEM) também lamentou o falecimento do amigo.