Prefeito e vereadores podem administrar juntos, diz novo líder

por Assessoria Comunicação publicado 23/01/2015 17h35, última modificação 28/09/2021 10h27

Oficialmente, a partir desta sexta-feira (23), os vereadores Paulo Salamuni (PV) e Jonny Stica (PT) assumem a liderança e vice-liderança do prefeito na Câmara Municipal. O documento que homologa os cargos, assinado por Gustavo Fruet no dia 21 de janeiro, foi entregue na manhã de hoje ao Legislativo.
    
“O prefeito, a vice-prefeita e os 38 vereadores e vereadoras podem administrar a cidade juntos”, disse Salamuni para a imprensa da Câmara. “Lógico que cada um tem seu jeito e é preciso respeitar as questões partidárias e ideológicas, mas todos podem trabalhar pela cidade. Curitiba não pode parar”. Ele disse que considera a nova tarefa “mais um desafio”, após presidir o Legislativo por dois anos.
    
Perguntado sobre o papel da bancada de oposição ao Executivo dentro da Câmara Municipal, revelou crer na manutenção do padrão visto nos dois últimos anos. “Não há uma bancada formalmente instituída, como já houve em gestões anteriores, mas comportamentos pontualmente de oposição. Acredito que vá permanecer assim”, ponderou.
    
O parlamentar reclamou, contudo, da desproporcionalidade de determinadas críticas à administração municipal. “Alguns vereadores usam tanque de guerra para matar mosquito. Dizem que a prefeitura está quebrada, isso e aquilo outro, para no final do discurso cobrar a troca de uma lâmpada no bairro. Daí troca-se a lâmpada e fim da queixa”, exemplificou.
    
Questionado sobre como lidará com isso, Salamuni elogiou o trabalho do vereador Pedro Paulo (PT), seu predecessor no cargo nos anos de 2013 e 2014, e prometeu “serenidade, diálogo e convencimento”. “A liderança é uma função legislativa honrosa, pois significa ser o porta-voz do prefeito dentro do parlamento – respeitando a independência e autonomia dos Poderes. Espero ser útil para a cidade”, completou.
    
“Durante o período em que estive presidente, a Câmara economizou perto de R$ 100 milhões – entre os recursos devolvidos à prefeitura, a economia depositada no Fundo Especial e medidas administrativas. Temos um Legislativo com estrutura enxuta, que produz resultados com qualidade. Estamos em dia com a população de Curitiba e agora é daqui em diante, é tocar em frente”, finalizou Paulo Salamuni.

No papel de vice-líder, Jonny Stica disse que procurará auxiliar nas atividades da liderança. “Creio que posso ajudar o vereador Salamuni naquilo que ele precisar, acompanhando em reuniões e nas demandas junto à prefeitura. Será bom estar mais próximo dos vereadores, ouvindo sugestões e críticas”, avaliou.