Lista de suplentes tem 13 ex-vereadores que tentaram retornar à CMC

por Márcio Silva e José Lázaro Jr. — publicado 16/11/2020 15h30, última modificação 16/11/2020 15h30
Candidatos experientes somam 35 passagens pela CMC, mas na disputa eleitoral ficaram atrás de novatos.
Lista de suplentes tem 13 ex-vereadores que tentaram retornar à CMC

Dos ex-vereadores apenas Edson do Parolin ficou de fora da lista de suplentes.(Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Nestas eleições de 2020, 14 candidatos não poderiam ser considerados “novatos” caso tivessem conquistado cadeiras na Câmara Municipal de Curitiba (CMC). O fato é que todos eles já exerceram a função de vereador, seja por breves períodos, substituindo colegas de partido, ou por até cinco mandatos completos.

Concluída a apuração, nenhum dos ex-vereadores foi eleito para a próxima legislatura. Alguns, contudo, chegaram perto e ocupam as primeiras posições na lista de suplentes dos seus partidos políticos. É o caso de Paulo Salamuni, que é o primeiro suplente do Partido Verde, e já assumiu o cargo 7 vezes (entre mandatos e suplências), entre 1989 e 2016. Procurador do Município e defensor do movimento dos Escoteiros, Salamuni foi vice na chapa derrotada de Gustavo Fruet (PDT), que tentou a reeleição à Prefeitura de Curitiba em 2016.

Possuidor de um longo histórico político, tendo concorrido a vários cargos, entre eles o de governador do Paraná em 2010, Paulo Salamuni foi presidente da CMC entre 2013 e 2014 e atualmente é suplente do senador Oriovisto Guimarães (Pode). Na segunda suplência do PV está o Professor Matsuda, que participou brevemente da atual legislatura pelo PDT.

Outro candidato experiente foi Ailton Araújo (PSL), que soma cinco mandatos na Câmara de Vereadores. Foram 4 eleições consecutivas, entre 1989 e 2004. Professor aposentado e pastor evangélico, foi deputado estadual entre 2003-2006 e retornou ao Legislativo Municipal para mais um mandato, entre 2013 e 2016, tendo sido eleito presidente da Casa no biênio 2015-2016. Ele saiu das urnas como o terceiro suplente do PSL

Eleito para dois mandatos consecutivos de vereador, entre 1989 e 1994, Angelo Vanhoni (PT) buscava retornar à Casa após ter ocupado outros cargos públicos. Professor e bancário, disputou, sem sucesso, as eleições municipais de Curitiba em 1996, 2000 e 2004. Com a melhor votação entre os ex-vereadores, 4.034 votos, é o segundo suplente do PT, um bom resultado dentro de uma das chapas mais concorridas desta eleição.

Em 1994, foi eleito deputado estadual e exerceu três mandatos seguidos. Vanhoni deixou a Assembleia Legislativa para assumir uma cadeira de deputado federal em 2007, tendo permanecido na Câmara dos Deputados até 2015. O petista buscou a reeleição para a Câmara Federal em 2014; e uma vaga ao Legislativo de Curitiba, em 2016, mas não venceu nenhuma destas disputas.

Dos 14 ex-vereadores, apenas Edson do Parolin não tem chances de participar da próxima legislatura, apesar de ter conquistado 3.760 votos.. É que o PSDB não obteve vaga na composição da CMC para o ciclo 2021-2024.

Confira a relação de ex-vereadores que tentaram retornar à Câmara de Curitiba, suas votações e posição na fila de suplentes:

 Angelo Vanhoni (PT) - exerceu mandato em duas legislaturas entre 1989 e 1994. É segundo suplente da sigla, com 4.034 votos.

 Aílton Araújo (PSL) – exerceu mandato em cinco legislaturas entre 1989 e 2016. É terceiro suplente, com 2.802 votos.

 Paulo Salamuni (PV) – exerceu mandato em sete legislaturas entre 1989 e 2016. É o primeiro suplente da legenda, com 2.279 votos.

 Professor Matsuda (PV) - exerceu mandato em uma legislatura, entre 2017 e 2020. É segundo suplente da legenda, com 1.944 votos.

 Roberto Aciolli (PV) – exerceu mandato em uma legislatura entre 2008 e 2012. É o quinto suplente da legenda, com 1.631 votos.

 Chicarelli (MDB) - exerceu mandato em duas legislaturas, entre 2013. É o segundo suplente do partido, com 1.582 votos.

 Dirceu Moreira (Solidariedade) - exerceu mandato em duas legislaturas, entre 2009 e 2016. É o quarto suplente da sigla, com 1.516 votos.

 Borges dos Reis (DEM) - exerceu mandato em duas legislaturas, entre 1993 e 2000. É o quinto suplente do partido, com 1.460 votos.

 João do Suco (DEM) - exerceu mandato em duas legislaturas, entre 2005 e 2012. É o sétimo suplente do partido, com 1.376.

 Luizão Stellfeld (PMB) - exerceu mandato em uma legislatura, entre 2005 e 2008. É p terceiro suplente da sigla, com 1.272 votos.

 Pedro Paulo (PT) - exerceu mandato em duas legislaturas, entre 2009 e 2016. É o 6º suplente do partido, com 1.065 votos.

 Sandoval (PSL) - exerceu mandato em quatro legislaturas, entre 1993 e 2008. É o 15º suplente da sigla, com 984 votos.

 Mestre Déa (PSL) - exerceu mandato em uma legislatura, entre 2005 e 2008. É o 38º suplente da sigla, com 238 votos.