Executivo: Não há previsão de novos pontos comerciais no zoo

por Assessoria Comunicação publicado 22/01/2015 18h05, última modificação 28/09/2021 10h25

“A URBS possui apenas um termo de outorga em vigor no Jardim Zoológico e não há previsão de construção de novos pontos comerciais no local”, respondeu a Prefeitura de Curitiba, mês passado, ao vereador Cristiano Santos (PV). Em novembro, o parlamentar perguntou ao Executivo da possibilidade de serem abertas novas lojas ali, pois uma das já instaladas “estaria fechada há dois anos”.

Ao responder o pedido de informações 062.00370.2014, a prefeitura disse que o contrato firmado com a empresa L. B. R. Ltda. tem prazo indeterminado e que não há previsão para concorrências públicas voltadas à exploração comercial do Jardim Zoológico. Cristiano Santos havia perguntado quando venceria o contrato atual e se novas unidades não poderiam ser construídas no local.

O ofício 673-EM/GTL, no qual a prefeitura responde às indagações do parlamentar, pode ser consultado pela internet, no site da Câmara Municipal, dentro do Sistema de Proposições Legislativas. Também é possível consultar cópia digitalizada do termo de outorga e compromisso 28/2001, em vigor, que autoriza o funcionamento de lanchonete e venda de sorvete na entrada do Jardim Zoológico – ficando proibida a venda de bebidas alcoólicas.