Vereadores debatem soluções para obras da Linha Verde Sul

por Assessoria Comunicação publicado 22/10/2013 19h00, última modificação 20/09/2021 11h06
A secretária municipal de Trânsito, Luiza Simonelli, acompanhada de técnicos da pasta, comparecereu à Câmara Municipal na tarde desta terça-feira (22) para discutir soluções para o trecho de obras da Linha Verde Sul, compreendido entre as ruas Cid Marcondes de Albuquerque e Izaak Ferreira da Cruz.

A reunião foi solicitada por veredores que acompanham a situação e estão preocupados com as dificuldades causadas pela obra, especialmente as relacionadas ao trânsito. Moradores apresentaram diversas demandas aos parlamentares, pedindo inclusive a construção de um contorno no local (saiba mais). Duas intervenções já foram realizadas pela prefeitura na região, mas não evitaram os congestionamentos.

Diante desta situação, Luiza Simonelli propôs uma terceira intervenção, mas que demandaria atuação da secretaria municipal de Obras Públicas. “Será preciso cerca de R$ 700 mil para realizar a pavimentação do trecho a ser usado”, relatou.

Devido à proximidade do fim das intervenções, o que tornaria um contorno sem serventia, os vereadores Cacá Pereira (PSDC), Beto Moraes (PSDB), Tito Zeglin (PDT) e Zé Maria (SDD) decidiram realizar nova consulta à população, para debater sobre a construção ou não de um contorno, caso haja aprovação do Executivo.

“Vamos trazer aqui na Câmara a empreiteira responsável, para que debatam com os vereadores a possibilidade de agilizar o cronograma dos trabalhos, para minimizar os transtornos”, declarou Tito Zeglin.

Obras

Incluída nos projetos financiados pelo PAC da Copa, a intervenção da Linha Verde Sul foi suspensa devido ao atraso de pagamentos na gestão anterior, levando a empreiteira a pedir a rescisão de contrato, em novembro de 2012. A obra, com orçamento de R$ 19,8 milhões, compreende uma extensão de 1.700 metros, entre as ruas Cid Marcondes de Albuquerque e Izaak Ferreira da Cruz. A conclusão está prevista para abril de 2014.