Prefeitura esclarece dúvidas sobre obras na Linha Verde Norte

por Assessoria Comunicação publicado 28/10/2014 09h40, última modificação 27/09/2021 11h13

Em resposta a pedido de informações encaminhado pelo vereador Aladim Luciano (PV), a Prefeitura de Curitiba confirmou que as obras da trincheira da BR-476 (Linha Verde Norte) deverão apresentar impactos sobre diversos imóveis da região, incluindo a Igreja Batista do Bacacheri – citada pelo parlamentar no requerimento 062.00310.2014. As informações foram repassadas pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

Segundo o documento, as medidas compensatórias aos moradores da região são definidas pela licença ambiental expedida pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente. O texto afirma ainda que a construção da trincheira da rua Fúlvio José Alice está embasada no Estudo de Impacto Ambiental e seu respectivo Relatório de Impacto ao Meio Ambiente, realizado em 2012. Ambos os documentos foram apresentados em audiência pública em 1º de março de 2012 no Jockey Clube do Paraná.

De acordo com o texto, a definição da localização da trincheira se deu pela redução da extensão das alças, o que repercute na redução do custo sócio econômico do empreendimento: alças de retorno pela rua Anita Ribas causarão menor impacto sobre os imóveis residenciais e linhas de ônibus terão um itinerário reduzido, o que impacta na tarifa do transporte coletivo.

A previsão orçamentária do projeto, questionada pelo vereador Aladim Luciano, é de aproximadamente R$ 17 milhões para obras da trincheira e R$ 45 milhões para o lote três da Linha Verde Norte. O conjunto de obras, conforme consta no documento, será executado com recursos do Governo Federal, a fundo perdido, da Agência Francesa de Desenvolvimento e da Operação Urbana Consorciada Linha Verde.