Notas de Plenário II - Sessão ordinária de 18 de novembro

por Assessoria Comunicação publicado 18/11/2014 14h55, última modificação 28/09/2021 08h03
Renovação de alvarás
Aldemir Manfron (PP) apelou para que a secretaria municipal do Urbanismo reveja os critérios para a renovação de alvarás quando os empreendimentos funcionam em construções antigas. Segundo ele, na atual gestão municipal, cerca de 90% das empresas que estão nesta situação não conseguem renovar o alvará. “São propriedades construídas há mais de 30 anos que não estão conseguindo a regularização. Aonde vão funcionar estas empresas? Temos que rever a legislação”, disse. (Foto 1)

Dia do Conselheiro Tutelar
O Dia Nacional do Conselheiro Tutelar, comemorado nesta quinta-feira (18), foi registrado em plenário pelo líder da maioria na Casa, vereador Pedro Paulo (PT). Ele parabenizou os profissionais pelo seu dia e agradeceu o empenho e trabalho na “preservação dos direitos das crianças e adolescentes”. (Foto 2)

Obras na Regional CIC
O vereador Toninho da Farmácia (PP) informou ter participado ontem (17) de audiência pública na Administração Regional da CIC para debater sobre a revisão do Plano Diretor de Curitiba. Segundo o parlamentar, foi possível perceber o “grande clamor” da população sobre a necessidade de obras que atendam às demandas da população daquela região. “Sei das dificuldades orçamentárias do Município, mas faço questão de deixar este registro”, finalizou Toninho.

Aliança Toca de Assis
O plenário aprovou, em votação definitiva, o projeto de lei 014.00024.2014, que declara de utilidade pública a entidade Aliança Toca de Assis. A iniciativa foi de Professora Josete (PT), que destacou o trabalho de acolhimento a moradores de rua e a reinserção social desenvolvida pela organização. “As ações foram iniciadas em Campinas (SP), há 20 anos, e hoje são 12 casas de acolhimento em todo o Brasil e uma no Equador. Aqui em Curitiba, a Fraternidade Aliança Toca de Assis é a responsável”, detalhou a vereadora.

Projeto Menos Um I
Também foi acatado o projeto de lei 014.00018.2014, de Noemia Rocha (PMDB), que declara de utilidade pública a Casa de Recuperação Projeto Menos Um. A autora da iniciativa enalteceu o atendimento prestado a dependentes químicos pela entidade, “de maneira gratuita aos usuários e em forma de voluntariado pelos colaboradores” e afirmou que a declaração deve ajudar a casa de recuperação a ampliar sua capacidade de atendimento. (Foto 3)

Projeto Menos Um II
Durante a votação da proposta, que aconteceu em primeiro turno, Noemia Rocha comentou sobre o trabalho de recuperação de usuários de drogas exercido pelas comunidades religiosas da cidade, “muitas vezes sem o devido amparo do poder público”. Ela aproveitou para cobrar mais apoio e investimento dos governos na recuperação dos dependentes químicos.

Instituto Luiz Carlos Martins
Apresentada em conjunto pelos vereadores Jorge Bernardi, Tito Zeglin, ambos do PDT, e Jairo Marcelino (PSD), foi acatada pelo plenário a proposta 014.00021.2014, que declara de utilidade pública o Instituto Luiz Carlos Martins. Aprovado em primeira votação, o texto retorna à pauta nessa quarta-feira (19) para votação definitiva.

Inclusão
Acatada sugestão de Felipe Braga Côrtes (PSDB) à Prefeitura de Curitiba para que os parquinhos públicos sejam adaptados às crianças com limitações motoras ou cognitivas. A medida, justifica o vereador, promoveria a inclusão. “Atualmente, cerca de 25% da população brasileira tem algum tipo de deficiência”, completa a proposição (201.00256.2014).

Agradecimento I
Paulo Rink (PPS) agradeceu a ajuda e o apoio de todas as pessoas que colaboraram na solução do sequestro relâmpago sofrido no último domingo (16) por seu sobrinho, Vinícius Rink. “É um alívio para mim e toda a família. Agradeço aos que divulgaram na mídia e nas redes sociais, e especialmente a secretária de Trânsito, o delegado Cartaxo e a equipe do Cope”, declarou.

Agradecimento II
Segundo o parlamentar, seu sobrinho foi encontrado na noite de ontem (17) no porta-malas de um carro em um posto de gasolina na cidade de Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. “Ele foi encontrado com vida e acredito que a repercussão na mídia inibiu a ação dos bandidos”, concluiu.

Motofretistas
O plenário acatou sugestão de Cacá Pereira (PSDC) ao Executivo para a instalação de cobertura, no mesmo padrão das implantadas nos pontos de táxi, nas vagas de estacionamento destinadas a motofretistas, na região central da cidade. “Em dias de chuva eles teriam um abrigo para vestir ou retirar a capa de chuva sem se molhar e para esperar por novos serviços. Estima-se que só na grande Curitiba circulam mais de 10 mil motofretistas”, justifica a proposição (201.00251.2014).

Cemitério
Foi aprovada indicação à Prefeitura de Curitiba (201.00253.2014) para a implantação de um cemitério municipal na Região Sul. O autor da sugestão, vereador Rogério Campos (PSC), destaca que essa é a área da cidade que mais cresce.

Remanso
Serginho do Posto (PSDB) sugeriu ao Executivo, na proposição 201.00252.2014, a continuidade na implantação de remanso na rua João Tobias de Paiva Neto, no trecho entre a Irmão Libério Plewnia e a Celso Cesar Osternack, no bairro Cajuru. O vereador justifica que há diversos estabelecimentos comerciais no local, mas não existe um espaço adequado ao estacionamento de veículos.

UPA
Sugestão de Mauro Ignacio (PSB) ao Executivo indica imóvel do Município para a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento no bairro São Braz (201.00254.2014). Ele justifica que a administração municipal disse, em resposta a requerimento apresentado em 2013, ter a intenção de instalar o equipamento, mas que não havia área adequada disponível.

Veículos
Os vereadores aprovaram indicação de Bruno Pessuti (PSC) ao Executivo para fechar a rua São Francisco, na quadra entre a Presidente Faria e a Riachuelo, ao trânsito de veículos automotores. “A sugestão é uma ação da sociedade civil organizada por meio da Ciclo Iguaçu, entidade que visa uma cidade voltada para as pessoas”, justifica. O parlamentar propõe que seja liberada, na região, apenas a carga e a descarga do comércio local (201.00255.2014).