Nos Bairros: Oito requerimentos pedem obras de acessibilidade

por Assessoria Comunicação publicado 08/11/2013 13h10, última modificação 21/09/2021 07h00

Nos últimos três meses, foram encaminhados à prefeitura de Curitiba oito requerimentos solicitando melhorias na acessibilidade das vias públicas da capital, ajustando-as para pessoas com deficiência, com dificuldades de locomoção ou retirando obstáculos ao trânsito de pedestres. É o caso, por exemplo, da proposição do vereador Bruno Pessuti (PSC) que pede a instalação de uma travessia elevada na Rua Eça de Queiroz, no Ahú (044.11282.2013).

O vereador Jorge Bernardi (PDT), por exemplo, para a implantação de calçamento dotado de rampas de acesso na Rua Luiz Machuca, no Alto Boqueirão (044.11650.2013). Para o vereador, “o grande fluxo de pedestres justifica a implantação imediata de calçamento, inclusive, com acessibilidade aos cadeirantes e demais sinalizações para pessoas com necessidades especiais”.

Dois requerimentos de iniciativa do vereador Tico Kuzma (PROS) propõem a instalação de rampas de acessibilidade em calçadas. O primeiro, no cruzamento da via rápida Irmãs Paulinas com a Rua Pedro Bonat, no Novo Mundo (044.12618.2013), e o segundo, no entorno do Largo Padre Ângelo Baggio, entre as ruas Professor João Mazarotto, Vereador Adeodato Volpi e a via rápida Francisco Raitani, no Capão Raso (044.14161.2013). “As rampas de acesso facilitam o trânsito de cadeirantes, idosos e pessoas com dificuldades gerais de locomoção, além de aumentar a segurança deles. Foram os moradores destas localidades que verificaram as dificuldades enfrentadas pelos transeuntes com deficiência”, atesta Kuzma.    

Também visando melhorias em termos de acessibilidade, o vereador Mauro Ignacio (PSB) apresentou dois requerimentos ao Executivo. O primeiro pede a implantação de vaga para pessoa com deficiência e guia de acessibilidade em frente ao Colégio Estadual Papa João Paulo I, situado à Rua Maria Geronasso do Rosário, no Boa Vista (044.12965.2013). Ele também requisitou a instalação de uma placa de trânsito no entorno do Templo de Adoração e Provisão Vila Nori, da Igreja Evangelho Quadrangular, na confluência das ruas Raposo Tavares e 25 de Abril, no Pilarzinho (044.11980.2013). “A medida proposta visa a melhoria no trânsito local, uma vez que os motoristas e pedestres ficariam mais atentos quanto ao grande número de veículos e pessoas que por ali circulam rumo à igreja mencionada”, explicou Mauro Ignácio.

Já Geovane Fernandes (PTB) solicitou à Prefeitura que refaça o meio-fio e rampa de acesso para cadeirantes na esquina da Rua Professor José Mauricio Higgins com a Rua Vereador Antonio Carnasciali, no Boqueirão (044.13944.2013). “Conforme relatos dos próprios moradores, após a retirada dessa rampa de acesso, pessoas com deficiência e mães com seus carrinhos de bebê têm encontrado dificuldades”, destacou o vereador. Ailton Araújo (PSC) requereu a limpeza das laterais e calçamento da Rua Jordânia, no Cajuru. “Os pedestres que dependem de ônibus são obrigados a circular pela rua para chegar ao ponto de ônibus. Trata-se de acessibilidade e segurança”, observou o vereador (044.14474.2013).