Criação da campanha Julho Verde avança na Comissão de Educação da CMC

por Higor Paulino*, especial para a CMC — publicado 09/12/2020 10h25, última modificação 09/12/2020 10h26
Intenção é promover debates para prevenção ao câncer de cabeça e pescoço. Além desta, outras duas propostas receberam o aval do colegiado.
Criação da campanha Julho Verde avança na Comissão de Educação da CMC

Todas as três propostas em discussão foram aprovadas na reunião remota da Comissão de Educação. (Foto: Reprodução/YouTube).

Avançou na Comissão de Educação, Cultura e Turismo da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) o projeto que cria a campanha “Julho Verde”, de prevenção ao câncer de cabeça e pescoço (005.00189.2019). De autoria da vereadora Noemia Rocha (MDB), a proposta foi analisada nesta segunda-feira (7), em reunião remota do colegiado. Além desta, outras duas proposições que estavam na pauta ganharam parecer positivo, e seguem tramitando na Casa.

De acordo com a autora, ideia é que, com a instituição do mês de prevenção à doença no calendário oficial, sejam desenvolvidas ações educativas numa parceria entre Poder Público e iniciativa privada. Na conclusão de seu parecer, a relatora, vereadora Dona Lourdes (PSB), afirma que “o projeto atende as especificidades”. Em sua justificativa, Noemia Rocha lembrou da tentativa, em 2015, de criação da campanha, em co-autoria com o então vereador Chicarelli.

Homenagens
São de iniciativa de Thiago Ferro (PSC) as propostas para denominação de espaços públicos em homenagem aos pastores Michael de Wayne Piper, falecido em 29 de agosto deste ano, e Avelino Ferreira, morto em 2015. Ambos os textos tiveram aprovação pela Comissão de Educação, que regimentalmente avalia todas as homenagens dadas pela CMC.

Para a honraria póstuma a Michael Piper (009.00017.2020), o parlamentar justificou a trajetória do evangelizador, que em 1975 fundou a Comunidade Cristã de Curitiba. Ferro também pontuou os trabalhos desempenhados pela organização religiosa e pelo homenageado. Após a apreciação, o relator, vereador Professor Silberto (MDB), expressou ser “plenamente justificável a presente homenagem”.

O outro homenageado, Avelino Ferreira, teria, como sugerido na justificativa do projeto (009.00023.2020), seu nome emprestado ao jardinete em frente à Igreja Batista do Bacacheri. Localizado na Rua Amazonas de Souza Azevedo, 134, o templo foi o espaço em que o pastor professou sua fé durante os últimos anos de vida. Dona Lourdes (PSB) fez a relatoria da proposição e avaliou que a iniciativa poderia seguir para trâmite na Câmara.

A Comissão de Educação, Cultura e Turismo da CMC é presidida pelo vereador Geovane Fernandes e composta pelos vereadores Dona Lourdes (PSB), Fabiane Rosa (PSD), Professor Silberto (MDB) e Marcos Vieira (PDT).

*Texto elaborado pelo estudante de Jornalismo Higor Paulino, especial para a CMC.
Supervisão do estágio: Filipi Oliveira.
Revisão: José Lázaro Jr.