Aprovada cidadania para assistente social com atuação no Tatuquara

por Assessoria Comunicação publicado 25/11/2013 11h00, última modificação 21/09/2021 07h39

A assistente social Maria Júlia Xavier Rodrigues receberá, devido à atuação no bairro Tatuquara, a cidadania honorária de Curitiba. De iniciativa do vereador Rogério Campos (PSC), o projeto de lei foi aprovado em primeiro turno na sessão desta segunda-feira (25) da Câmara Municipal (006.00023.2013).

Campos destacou a biografia da homenageada. “É o reconhecimento a essa mulher, que evita o envolvimento de tantas crianças e jovens da marginalidade”, disse. Natural de Ivaiporã (PR), Maria Júlia atuou em diversas entidades e é coordenadora da Associação de Proteção à Infância Vovô Vitorino, cujas atividades foram iniciadas por seu pai. Possui projetos nas áreas de vulnerabilidade social, qualificação profissional, geração de renda, educação ambiental, reciclagem e prevenção às drogas.

A assistente social já recebeu, dentre outras homenagens, honras ao mérito da Câmara Municipal e do Conselho Tutelar de Curitiba, o Troféu Zilda Arns, do Instituto HSBC de Solidariedade, e o Prêmio Betinho – Atitude Cidadã. “A pessoa não precisa ser rica para fazer um trabalho relevante à sociedade. Daqui a 50 anos essas crianças (atendidas na Associação de Proteção à Infância Vovô Vitorino) ainda vão se lembrar dela”, disse Aldemir Manfron (PP).

“Um título a uma pessoa de fora, com um trabalho tão importante num bairro carente de Curitiba, mostra que a cidadania honorária e outras homenagens têm significado. É direito da população reconhecer o cidadão que trabalha por sua região, para que sirva de incentivo à continuidade dos trabalhos”, completou a segunda vice-presidente, Julieta Reis (DEM).

Também participaram do debate sobre a matéria os vereadores Valdemir Soares (PRB), Tico Kuzma (PROS) e Toninho da Farmácia (PP).