Últimas horas para pedir obras nos bairros; consulta pública acaba hoje

por José Lázaro Jr. — publicado 22/10/2020 16h30, última modificação 23/10/2020 10h22
Consulta pública ao orçamento de Curitiba para 2021 acontece somente pela internet, em razão da pandemia do novo coronavírus.
Últimas horas para pedir obras nos bairros; consulta pública acaba hoje

Opinar sobre melhorias na cidade é uma oportunidade dada pela consulta pública. (Foto: Carlos Costa/CMC)

Se você acha que seu bairro precisa de mais Guarda Municipal, ou que a creche pública demanda uma reforma, ou que a rua ficaria mais segura com reforço na iluminação e na sinalização, quem sabe com uma lombada ou outro redutor de velocidade, é melhor correr para a frente do computador. Ou usar o celular para, no site da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) e nas redes sociais da CMC, participar da consulta pública ao orçamento da cidade para 2021 (confira aqui). O prazo termina amanhã, sexta-feira, dia 23 de outubro.

> Clique aqui para fazer já sua solicitação e participar do orçamento da cidade

Elaborado pela Prefeitura de Curitiba, o orçamento (013.00006.2020) prevê R$ 9,06 bilhões para a cidade gastar no ano que vem. A participação popular vai orientar a apresentação de emendas dos vereadores. Neste ano, em função da pandemia da Covid-19, a consulta, iniciada no dia 1º, está sendo feita de maneira 100% digital, no site da CMC e nos perfis oficiais do Legislativo no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Quem participar, seja no site ou redes sociais, deve apontar três áreas que considera mais importantes para receber investimento. O resultado da consulta será apresentado em audiência pública no dia 4 de novembro. Além de disponibilizar um formulário para receber as demandas, a Câmara elaborou um Hotsite sobre o orçamento 2021. Lá o cidadão tem acesso ao projeto de lei na íntegra, assim como aos documentos e notícias relacionadas (acesse aqui).

Restrições eleitorais
A cobertura jornalística dos atos públicos do Legislativo será mantida, objetivando a transparência e o serviço útil de relevância à sociedade. Também continua normalmente a transmissão das sessões plenárias e reuniões de comissões pelas mídias sociais oficiais do Legislativo (YouTube, Facebook e Twitter). Entretanto, citações, pronunciamentos e imagens dos parlamentares serão controlados editorialmente até as eleições, adiadas para o dia 15 de novembro de 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Em respeito à legislação eleitoral, não serão divulgadas informações que possam caracterizar uso promocional de candidato, fotografias individuais dos parlamentares e declarações relacionadas aos partidos políticos. As referências nominais aos vereadores serão reduzidas ao mínimo razoável, de forma a evitar somente a descaracterização do debate legislativo (leia mais).