Notas de Plenário I - Sessão ordinária de 20 de outubro

por Assessoria Comunicação publicado 20/10/2014 14h30, última modificação 27/09/2021 11h49
Cidadania honorária
Foi aprovado em plenário, com 24 votos favoráveis, o projeto de autoria da vereadora Julieta Reis (DEM) que concede o título de cidadã honorária de Curitiba à senhora Milva Schruber Milano (006.00011.2014). A homenageada exerceu, em horário integral, a função de administradora do Hospital Pilar, desde sua fundação, em 27 de julho de 1967. (Foto 1)

Funerárias I
Toninho da Farmácia (PP) ocupou a tribuna no pequeno expediente para falar sobre a edição dessa semana do jornal Impacto Paraná, que novamente abordou a existência de uma suposta “máfia das funerárias” no município de Curitiba e citou vereadores. “Repito que nunca fui financiado por nenhuma funerária, nunca pertenci a nenhum tipo de máfia, de qualquer espécie”, disse o vereador. Ele também reforçou o fato de que o sistema de rodízio foi planejado para impedir que empresas funerárias exerçam qualquer coação sobre as famílias enlutadas. (Foto 2)

Funerárias II
Para Toninho, uma forma adequada de se verificar a existência ou não de uma máfia de funerárias em Curitiba seria a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o tema. Jonny Stica (PT) lembrou que a abertura de uma CPI depende da constatação de um fato concreto que justifique o procedimento.

Funerárias III
O vereador Tico Kuzma (PROS) lembrou que foi protocolado hoje um projeto de lei que altera a lei nº. 10.595/2002, que trata do serviço funerário no município (005.00229.2014). “Foi uma sugestão apresentada pela Federação Comunitária das Associações de Moradores de Curitiba e Região Metropolitana (Femoclam), que foi transformada em projeto de lei pela Comissão de Participação Legislativa desta Casa. O projeto autoriza os usuários de serviços funerários a escolher livremente a empresa  que desejarem”, destacou o vereador.

Unidade móvel
O vereador Valdemir Soares (PRB) destacou a presença de um módulo móvel na praça Eufrásio Correia, ao lado da sede da Câmara Municipal. “A presença ostensiva do policiamento certamente vai ter impacto negativo sobre o tráfico que acontece no local”, disse ele.

Libertadores do crack
Valdemir também lembrou da final da Copa Libertadores do Crack, ocorrida no último sábado (18) no Círculo Militar do Paraná e que reuniu mais de 5 mil jovens. Segundo o vereador, o evento integra as ações do programa “Curitiba te quero sem drogas”, conduzido pela Frente Parlamentar Contra o Crack, presidida por ele. (Foto 3)

Caixas eletrônicos

O parlamentar também agradeceu o apoio da Casa ao projeto de sua autoria que proíbe a instalação de caixas eletrônicos 24 horas em logradouros públicos. “Cabe ao poder público criar condições que diminuam a incidência de situações criminosas que põem em risco a segurança da população. Testemunhamos, diariamente, circunstâncias de assaltos, sequestros e explosões nestes equipamentos. Então, que eles sejam restritos a ambientes cuja segurança possa ser garantida”, afirmou Valdemir Soares.

Doações
Felipe Braga Côrtes (PSDB) reforçou a necessidade de doações para a população da cidade de Campo Largo, localizada na região metropolitana de Curitiba, que foi atingida na tarde de ontem (19) por uma chuva de grandes proporções. “Essa tempestade gerou prejuízos materiais e pessoas desabrigadas que merecem atenção e solidariedade”. O pedido também foi reiterado pelo vereador Aldemir Manfron (PP). Para ele, bairros da região norte de Curitiba também sofreram com a chuva de ontem.

Obras I
No pequeno expediente, Chicarelli (PSDC) citou matéria publicada no jornal Metro na última quinta-feira (16), sobre a construção de três postos de saúde – localizados no Xaxim, Cidade Industrial e Boa Vista – que foram abandonadas por empreiteiras contratadas pela Prefeitura de Curitiba. O texto informa que o motivo seria falta de repasse de recursos públicos. O vereador pediu que “Gustavo Fruet cobre mais dos seus colaboradores”.

Obras II
O parlamentar ainda destacou o “jogo de empurra-empurra” entre Executivo e Governo do Paraná, com relação à paralisação das obras da BR 277, na região do Uberaba. “A prefeitura vai lá, esperneia e fala que a responsabilidade é do Estado. Mas a reportagem fala que o problema está relacionado à falta de documentos do Tribunal de Contas”, complementou Chicarelli. O mesmo assunto foi abordado por Serginho do Posto na última terça-feira (14).
 
Enchentes
Chicarelli ainda manifestou preocupação sobre a situação das famílias que vivem próximas ao Rio Belém e que sofreram com a enchente na última sexta-feira (17). “Com pouca chuva, as casas já foram inundadas”. O vereador informou aos pares que vai acionar o Ministério Público do Paraná (MPPR) para “saber de quem é a responsabilidade” pelo prejuízo dos moradores.

Magistério
O líder da maioria, Pedro Paulo (PT), destacou a aprovação do plano de carreira do magistério, na última semana. “Aqui, tivemos a presença do sindicato se manifestando de forma democrática sobre a matéria. Na época em que entrei na prefeitura, era impossível chegar ao topo da carreira, mesmo com 100 anos de trabalho. O plano não é 100%, mas é próximo disso. Agora os professores têm um novo horizonte para chegar ao final da carreira", destacou. (Foto 4)

Cancha
Em registro, Mestre Pop (PSC) comunicou a reinauguração de uma cancha de malha, ocorrida neste domingo (19) na Moradias Monteiro Lobato, bairro Tatuquara. O evento foi organizado pela Associação de Malha e Bocha da região e contou com a presença de 160 idosos. “Pude contribuir com uma parte descontraída e esportiva do dia”, disse o vereador.