Na LOA 2015, Julieta destina R$ 434 mil para asfaltar ruas

por Assessoria Comunicação publicado 12/01/2015 10h20, última modificação 28/09/2021 10h11

Na Lei Orçamentária Anual (LOA) 2015, Julieta Reis (DEM) alocou R$ 637 mil em emendas individuais e R$ 63 mil em coletivas – assinadas por mais de um vereador. Das indicações, apenas uma direcionou mais de R$ 430 mil para a pavimentação de duas ruas do bairro Santa Cândida (302.00060.2014). O recurso está alocado no orçamento da Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP).

Dos R$ 434 mil, R$ 182 mil serão investidos no asfaltamento da rua Vicente José Palazzo. O restante, R$ 252 mil, será destinado à rua James Anderson, entre a Estrada Guilherme Weigert e a rua Apolônio de Tiana. “A pavimentação visa melhorar a qualidade de vida dos moradores, que sofrem com muita poeira em dias secos e lama em dias chuvosos”, explicou a vereadora.

Turismo

Três emendas da parlamentar destinaram, juntas, R$ 103 mil para o orçamento do Instituto Municipal do Turismo (IMT). São R$ 13 mil para o Festival de Inverno de Curitiba, realizado anualmente em julho (302.00055.2014); e R$ 10 mil para a execução de uma pesquisa sobre os frequentadores da Feira do Largo da Ordem (302.00058.2014).

Além disso, Julieta Reis indicou R$ 80 mil para a locação de barracas para as feiras especiais de artesanato (302.00056.2014). “Essas feiras acontecem nas Praças Osório e Santos Andrade em períodos pré-determinados, como Páscoa, inverno e Natal. São espaços onde há a comercialização da produção artesanal típica da ocasião. Uma boa opção de compras de presentes e um agradável passeio para turistas e curitibanos”.

Outras áreas
No orçamento da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (SMELJ), foram alocados R$ 60 mil para a ampliação da sala de ginástica artística do Jardim Santa Mônica, no bairro Campo Comprido (302.00057.2014). Julieta Reis ainda direcionou R$ 40 mil para Fundação Cultural de Curitiba (FCC) (302.00059.2014). A verba será usada na manutenção dos instrumentos musicais da Camerata Antiqua.

Emendas parlamentares

Desde 2005, os vereadores de Curitiba têm cota individual para emendas ao orçamento da cidade, estabelecida em consenso com o Executivo e garantida mediante remanejamento de recursos geralmente estocados na rubrica “reserva de contingência”. Para 2015, cada um dos 38 parlamentares foi autorizado a indicar até R$ 700 mil em emendas, para reforçar ações institucionais já previstas na Lei Orçamentária Anual.

No total, as emendas parlamentares significarão o remanejamento de até R$ 28,6 milhões do orçamento de Curitiba para 2015 (0,38% dos R$ 7,358 bilhões previstos para o ano que vem). Durante o mês de janeiro, como já foi feito no ano passado, a Assessoria de Comunicação fará matérias específicas sobre o conjunto de emendas apresentadas pelos parlamentares, individual e coletivamente.