Entidades apresentam ações e pedem apoio aos vereadores

por Assessoria Comunicação publicado 06/11/2013 16h25, última modificação 21/09/2021 06h58

A Câmara Municipal de Curitiba abriu espaço, na sessão desta quarta-feira (6), à apresentação de projetos de entidades sem fins lucrativos, que pediram apoio aos vereadores por meio de emendas ao orçamento de 2014. Na Tribuna Livre, proposta por Tiago Gevert (PSC), a Associação Paranaense de Reabilitação (APR) falou do trabalho junto à pessoa com deficiência. A Casa também recebeu a Rede de Instituições de Acolhimento (RIA), que representa 23 instituições voltadas a crianças e adolescentes em situação de risco.

O presidente da APR, Edson Luiz Machado de Camargo, apresentou o atendimento em duas escolas especiais e no Centro de Reabilitação do Paraná, que desde outubro, via convênio com o Ministério da Saúde, também disponibiliza tratamento a pessoas com deficiência auditiva e visual. A associação também possui fábricas de próteses e cadeiras de rodas.

A convite da vereadora Carla Pimentel (PSC), o coordenador da RIA, pastor Patrick Reason, cobrou atenção à garantia dos direitos das crianças e adolescentes, como a reintegração das vítimas de violência doméstica e sexual. Presidente da Associação Beneficente Encontro com Deus, ele sugeriu a apresentação de emendas a entidades que compõem a rede.

“Política também é uma maneira de servir ao próximo. O Estatuto da Criança e do Adolescente tem que ser prioridade absoluta”, disse o educador Fernando de Góis. Ele coordena a Chácara Meninos 4 Pinheiros, que integra a RIA.  “Lugar de criança é no orçamento público”, completou.

O líder do prefeito e o presidente da Casa, respectivamente Pedro Paulo (PT) e Paulo Salamuni (PV), destacaram a relevância das entidades sem fins lucrativos ao município. “Sem essas instituições e pessoas o serviço público seria insustentável”, declarou Salamuni. Para Valdemir Soares (PRB), a Câmara tem olhado com sensibilidade às causas sociais, buscando parcerias com o Poder Público.

Também participaram do debate os vereadores Chicarelli (PSDC), Pier Petruzziello (PTB), Tico Kuzma (PROS) e Bruno Pessuti (PSC).