Dona Lourdes é homenageada ao completar 89 anos de idade

por Assessoria Comunicação publicado 03/12/2014 11h50, última modificação 28/09/2021 08h49

Durante a sessão plenária desta quarta-feira (3), os vereadores de Curitiba homenagearam a vereadora Dona Lourdes, que completa, no dia de hoje, 89 anos de idade. “Eu nasci em 1925, no distrito de Gravatal, cidade de Tubarão, em Santa Catarina. Meu registro civil foi feito com dois anos de atraso, então meu documento diz que eu teria 87, mas na verdade já são 89 anos de idade”, relatou a parlamentar.

“Nunca faltei ao trabalho na Câmara, nunca me atrasei para uma sessão plenária ou justifiquei ausência. Digo isso não para cobrar, mas para os vereadores saberem a saúde que eu tenho, não tenho doença, não sou depressiva. Levanto às 4 horas da manhã todos os dias, pois às 6 horas pessoas sem casa, moradores de rua, estão na minha porta. Eu dou comida, disponibilizo roupas e um banho quente”, disse Dona Lourdes.

A parlamentar contou sua trajetória de vida, desde o início como atendente de telefone, aos 14 anos de idade, até o período de 30 em que trabalhou na rede de lojas Hermes Macedo. “Hoje em dia ninguém depende de mim, não tenho família que precise de mim, então sou independente. Uma das minhas filhas, advogada brilhante, suicidou-se e eu superei, com a força de Deus. Ele quis assim. A minha filha viva diz que tem orgulho do trabalho social que eu faço, que eu vejo como uma missão de Deus”, afirmou.

Dona Lourdes contou que diariamente fornece alimentação para moradores de rua, no bairro Santa Quitéria, e que nos finais de semana distribui cestas básicas na região metropolitana. “As pessoas chegam embriagadas, drogadas, com as roupas rasgadas. São aqueles que não conseguiram emprego e não têm culpa. Talvez a culpa seja da sociedade, mas lá são atendidos como gente. Comem três sanduíches e levam algo para passar o dia, pois não sabem para onde irão depois”, diz.

“Eu agradeço a Deus todos os dias por ter chegado a ser vereadora em Curitiba, ter recebido perto de 10 mil votos na última eleição, onde eu posso, com o que ganho, fazer esse trabalho social. Quero agradecer também ao carinho e respeito dos colegas vereadores comigo. Eu fico super emocionada e peço que rezem por mim”, agradeceu Dona Lourdes. Em breve aparte, Aldemir Manfron (PP) elogiou a iniciativa social da vereadora. “Ela faz isso como uma missão, não faz por política, faz sem cadastro das pessoas, de coração”, enalteceu. O presidente da Câmara, Paulo Salamuni (PV), que suspendeu a sessão para o pronunciamento da aniversariante, também elogiou o trabalho da parlamentar.