Declarada a utilidade pública do Centro Popular de Cultura Gralha Azul

por Assessoria Comunicação publicado 15/01/2014 11h40, última modificação 21/09/2021 10h58

No dia 9 de janeiro entrou em vigor a Lei Ordinária 14.398/2014 que conferiu a condição de utilidade pública ao Centro Popular de Cultura Gralha Azul, entidade civil que, desde 2010 promove atividades de caráter artístico, cultural e ambiental em Curitiba. A iniciativa partiu da vereadora Julieta Reis (DEM), que destacou a importância de instituições como o CPC Gralha Azul. “O objetivo dessa medida é valorizar o esforço empreendido por entidades como o CPC Gralha Azul, que promovem e divulgam cultura”, afirmou Julieta.

Segundo o estatuto do CPC Gralha Azul, estão entre suas finalidades a preservação e proteção de patrimônio cultural e artístico (material ou imaterial), apoio a medidas de conservação de ecossistemas, apoio a atividades esportivas, e atividades que promovam a acessibilidade e a inclusão digital e a ampliação do universo artístico-cultural de comunidades carentes. Além disso, também determina que o CPC Gralha Azul não promoverá ou participará de atividades de interesse político, religioso ou eleitoral.

“Uma das atividades que o CPC Gralha Azul realiza junto a comunidades carentes é a contação de histórias, que tem muito apelo junto ao público infantil”, destacou Julieta. “A condição de utilidade pública proporcionará ao Centro a possibilidade de ampliar suas atividades culturais e, ao mesmo tempo, preservar sua estrutura”, destacou a vereadora, que lembrou ser a ave conhecida como gralha azul um dos símbolos do Estado do Paraná.