Comissão de Acessibilidade será presidida por Zé Maria

por Assessoria Comunicação publicado 02/12/2013 11h00, última modificação 21/09/2021 09h02

Os cinco membros da Comissão Permanente de Acessibilidade decidiram, nesta segunda-feira (2), que o vereador Zé Maria (SDD) será o presidente do colegiado. Valdemir Soares (PRB) é o vice-presidente e Bruno Pessuti (PSC) foi escolhido para relatar as ações de fiscalização do grupo de parlamentares. Criada pela Câmara de Curitiba em agosto deste ano, a Comissão de Acessibilidade é a primeira desse tipo entre as capitais do Brasil.

“Nesta quarta-feira (4) nós realizaremos a primeira reunião da Comissão de Acessibilidade, às 14h, no plenário do Legislativo. Teremos a presença de várias autoridades e vamos apresentar uma lista das atividades que pretendemos realizar, como a elaboração de uma cartilha e fiscalizações em prédios e ruas da capital”, adianta Zé Maria. Julieta Reis (DEM), que conduziu a votação, e Jonny Stica, do PT, integram a comissão.

No Brasil, as câmaras municipais de Florianópolis, Rio de Janeiro e Cuiabá têm comissões que tratam dos direitos da pessoa com deficiência, mas em nenhuma capital o enfoque principal é a acessibilidade. “Enquanto as outras comissões tratam de direitos, e têm uma atuação mais legalista, nós queremos impor um viés prático, de fiscalização e orientação”, defende Zé Maria. O parlamentar é o autor do projeto de lei que levou à criação da Comissão de Acessibilidade.

“A Comissão vai trabalhar as questões relacionadas às pessoas com deficiência, com certeza, mas também vai se preocupar com as pessoas idosas, de mobilidade reduzida e demais cidadãos. E não se trata só de cuidado com o cadeirante, pois vamos fiscalizar se o poder público e os empreendimentos privados apresentam condições de acessibilidade para os cegos, surdos e mudos”, argumenta o parlamentar.

“É importante garantir que haja acessibilidade na cidade inteira”, concordou Julieta Reis. Valdemir Soares manifestou o interesse de incluir nas ações da Comissão de Acessibilidade a prática de esportes e Bruno Pessuti apontou a ausência de acessibilidade nos estádios de futebol. Jonny Stica, que preside a Comissão de Urbanismo, frisou que a parceria entre os dois colegiados será importante para o debate do Plano Diretor de Curitiba, agendado para 2014.