Câmara adotará medidas para reduzir uso de água e energia elétrica

por Marcio Silva publicado 28/10/2021 10h00, última modificação 28/10/2021 10h00
Retomada das visitas públicas e criação de grupo de trabalho de compliance e integridade foram outros temas da reunião da Mesa Diretora.
Câmara adotará medidas para reduzir uso de água e energia elétrica

Mesa Diretora da CMC reúne-se para decidir sobre assuntos administrativos da Casa. (Foto: Marcio Silva/CMC)

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), em reunião realizada na terça-feira (26), decidiu pela adoção de uma série de medidas para reduzir o consumo e realizar o uso consciente de energia elétrica e água potável nas instalações do Legislativo. As determinações serão definidas em uma portaria, que está em elaboração e será publicada nos próximos dias.

Além do presidente Tico Kuzma (Pros), participaram do encontro o vice-presidente Alexandre Leprevost (Solidariedade), a primeira-secretária Flávia Francischini (PSL) e a segunda-secretária Professora Josete (PT). O entendimento do colegiado é que a Casa deve se somar aos esforços da sociedade no enfrentamento da crise energética pela qual passa o país. “Com as medidas de isolamento social, muitos servidores estavam em trabalho remoto, o que trouxe uma redução no consumo de água e luz. Considerando o retorno das atividades presenciais, avaliamos ser este o momento para a adoção destas medidas”, justificou Tico Kuzma.

Ainda segundo o presidente, as condutas levarão em conta o Decreto Federal nº 10.779/2021, que estabelece medidas para a redução do consumo de energia elétrica no âmbito da administração pública federal, bem como uma das diretrizes da Missão da CMC, que é o desenvolvimento sustentável da cidade. “Vale lembrar que a Comissão Executiva já autorizou a contratação de projeto de melhoria da eficiência energética dos prédios da instituição, inclusive com a intenção de substituir a matriz energética pela energia fotovoltaica”, completou.

Visitas de grupos
A Mesa Diretora também deliberou pela retomada das visitas públicas às instalações do Legislativo, que estão suspensas devido à pandemia de Covid-19. O colegiado acredita que o avanço da vacinação, e a consequente redução do número de casos da doença, bem como a diminuição das restrições a diversas atividades permitem a retomada das visitas, especialmente as de grupos escolares, mediante agendamento.

Os protocolos de segurança para as visitas serão especificados em uma nova portaria, que está em fase de elaboração. “Temos a tradição de receber grupos de estudantes, que querem conhecer nossa sede histórica, o Palácio Rio Branco, e acompanhar o trabalho dos vereadores e vereadoras, e a situação atual nos permite reativar essa atividade, com total atenção às determinações da Secretaria Municipal de Saúde”, explicou Tico Kuzma. 

Compliance
Ainda no encontro, a Mesa Diretora aprovou a criação de um grupo de trabalho destinado à implantação de um programa de integridade e compliance na Câmara Municipal. O grupo, que também terá suas atividades disciplinadas por portaria, deverá, dentre outras atribuições, elaborar projeto, contendo descritivo, ferramentas, estrutura e demais necessidades para implantação do programa de integridade e compliance.

Também participaram da reunião a diretora-geral, Jussana Marques; a chefe de gabinete da presidência, Waléria Maida; o assessor especial de Projetos e Gestão, Thiago Soares; o chefe de gabinete da vereadora Flávia Francischini, Hilmar Junior; e a assessora jurídica da vereadora Professora Josete, Danielle Tucunduva Santos.