Campos: Emendas reforçarão caixa de 22 escolas da Região Sul

por Assessoria Comunicação publicado 16/01/2015 12h10, última modificação 28/09/2021 10h18

Um dos recordistas em quantidade de emendas individuais ao orçamento de Curitiba para 2015, Rogério Campos (PSC) concentrou suas indicações na Região Sul da cidade. Fracionando sua cota de R$ 700 mil, ele destinou recursos para 15 escolas municipais, 8 creches públicas e 4 unidades de saúde.

Na relação também incluiu academias ao livre e a pavimentação de um trecho de 140 metros da rua Pero Vaz de Caminha, estimada em R$ 196 mil, no Tatuquara (302.00084.2014). O vereador argumenta que moradores e lojistas se queixam da via “estar no saibro”, circunstância que prejudicaria o deslocamento e o comércio do bairro. “O local não oferece condições de tráfego e segurança aos pedestres”, justifica Rogério Campos.

Somente no bairro do Tatuquara, por exemplo, oito escolas receberão recursos via emendas ao orçamento elaboradas pelo parlamentar: R$ 30 mil seguirão para a Escola Municipal Dona Pompília (302.00064.2014) e aportes de R$ 10 mil, para uso nas despesas das instituições de ensino, estarão disponíveis para as escolas Governador Leonel Brizola (302.00073.2014),  Newton Borges dos Reis (302.00076.2014),  Professor Osvaldo Arns (302.00083.2014),  Érica Piewka Mlynarczyk (302.00062.2014), Professora Maria Zeglin (302.00065.2014), Vila Zanon (302.00069.2014) e Margarida Orso Dallagassa (302.00070.2014).

Emendas no valor de R$ 10 mil também foram destinadas a quatro escolas do Campo de Santana (João Amazonas, 302.00071.2014;  Helena Kolody, 302.00066.2014; Rio Bonito, 302.00061.2014; Santa Ana Mestra, 302.00078.2014), uma na Caximba (Professora Joana Raksa, 302.00067.2014), uma no Pinheirinho (Jurandir Baggio Mockell, 302.00075.2014) e outra, no Pilarzinho, chamada Escola Municipal Lauro Esmanhoto, receberá R$ 20 mil (302.00072.2014).

Das oito creches municipais que receberão recursos a mais em 2015, em decorrência de emendas parlamentares apresentadas pelo vereador Rogério Campos, cinco ficam no bairro Campo de Santana. São os CMEIs Maria Gonçalves (302.00074.2014), Rurbana (302.00063.2014), Hermes Macedo (302.00085.2014), Cajueiro (302.00089.2014), Dona Bertha (302.00094.2014) e Juril Carnasciali (302.00095.2014) – todos objeto de indicações no valor de R$ 10 mil. A mesma quantia foi destinada ao CMEI Novo Horizonte, no Sitio Cercado (302.00077.2014) e à unidade Caximba, no bairro de mesmo nome (302.00068.2014).

Unidades de saúde

Além das emendas direcionadas estarem concentradas na Região Sul de Curitiba, quatro indicações de recursos para unidades de saúde (USs) obedecerão ao mesmo critério geográfico. Rogério Campos fixou quantias de R$ 10 mil para as Uss  Dom Bosco, no Campo de Santana (302.00079.2014); Santa Rita, no Tatuquara (302.00080.2014); Caximba (302.00081.2014); e Ipiranga, no Capão Raso (302.00082.2014).

Quadra esportiva e academias
A Secretaria Municipal do Meio Ambiente receberá, das emendas do vereador Rogério Campos, R$ 25 mil para a reforma do campo de futebol localizado na praça Aníbal Cury, no Tatuquara (302.00173.2014). Academias ao ar livre também poderão ser instaladas na região. Uma na esquina das ruas José Manoel Voluz e Billy Garmatter, no Sítio Cercado (302.00086.2014 e 302.00087.2014), outra no cruzamento das vias Paulo Zinher e Joaquim Guimarães, no Tatuquara (302.00088.2014 e 302.00090.2014).

Uma terceira academia ao ar livre ficará na esquina das ruas Damião Nasbone e Adolpho Bertholdi (302.00091.2014 e 302.00093.2014). Todas custarão R$ 55 mil, quantia necessária para a implantação e manutenção inicial dos equipamentos públicos. Outra emenda de Campos é destinada à Rua da Cidadania do Pinheirinho, no valor de R$ 11 mil, para a reforma do próprio espaço (302.00174.2014).

Emendas parlamentares
Desde 2005, os vereadores de Curitiba têm cota individual para emendas ao orçamento da cidade, estabelecida em consenso com o Executivo e garantida mediante remanejamento de recursos geralmente estocados na rubrica “reserva de contingência”. Para 2015, cada um dos 38 parlamentares foi autorizado a indicar até R$ 700 mil em emendas, para reforçar ações institucionais já previstas na Lei Orçamentária Anual.  
 
No total, as emendas parlamentares significarão o remanejamento de até R$ 28,6 milhões do orçamento de Curitiba para 2015 (0,38% dos R$ 7,358 bilhões previstos para o ano que vem). Durante o mês de janeiro, como já foi feito no ano passado, a Assessoria de Comunicação fará matérias específicas sobre o conjunto de emendas apresentadas pelos parlamentares, individual e coletivamente.