Mês da mulher: desde 1982, Câmara não fica sem bancada feminina

por Fernanda Foggiato publicado 22/04/2020 00h43, última modificação 22/04/2020 00h43
Colaboradores: claudia.krüger
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.
Mês da mulher: desde 1982, Câmara não fica sem bancada feminina

Foto: arquivo CMC

A nona legislatura (1983-1988), quando a advogada Marlene Zannin e a médica Rosa Maria Chiamulera dividiram a tribuna da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) com outros 31 parlamentares, marcou o fim de um período em que a população não elegeu mulheres para o Legislativo da capital. A cidade também não teve vereadoras na segunda (1951-1955), na terceira (1965-1959), na sexta (1969-1972), na sétima (1973-1976) e na oitava (1977-1980) legislaturas.

A nona legislatura ainda foi a primeira em que a Câmara empossou mais do que uma vereadora. Antes disso, haviam passado pela Casa as professoras curitibanas Maria Olympia Carneiro Mochel, na primeira legislatura (1947-1950), e Maria Clara Brandão Tesserolli, na quarta (1960-1963) e na quinta legislaturas (1964-1967).

Já na décima legislatura (1989-1992) a bancada feminina começou a aumentar. Laís Peretti (falecida no início de 1991), Nely Almeida e Rosa Maria Chiamulera assumiram no começo do mandato; Zélia Passos veio depois, como suplente, de 1991 a 1992.

Hoje a Câmara tem oito vereadoras, a maior proporção de representantes mulheres de sua história: Dona Lourdes (PSB), Fabiane Rosa (DC), Julieta Reis (DEM), Katia Dittrich (SD), Maria Leticia Fagundes (PV), Maria Manfron (PP), Noemia Rocha (MDB) e Professora Josete (PT). No atual biênio, também é a primeira vez que duas mulheres, Noemia e Maria Leticia, foram eleitas para a Mesa Diretora da Casa – respectivamente, para a terceira e para a quarta-secretaria.

Dia Internacional da Mulher
No mês da mulher, a Câmara de Curitiba destaca a trajetória das mulheres na política. No dia 8 de março, elas mandaram um recado contra o feminicídio nas redes sociais. Em 2018, foi reinaugurada a Galeria de Vereadoras no hall de entrada do auditório da Câmara Municipal, um espaço que conta a um pouco da vida pública de cada mulher que passou pelo Legislativo, desde a primeira vereadora. Esse trabalho pode ser conferido pessoalmente ou no hotsite Vereadoras na Política de Curitiba.